Rapidinhas da maternidade

Não, esse não é um post erótico ainda que, se formos levar o velho Freud ao pé da letra… putz, aí temos assunto para um tratado.

Mas, não, nada de tratado justamente porque mãe de recém nascido tem pouco tempo para digressões. Bons tempos aqueles de grávida que escrevia tratados… agora, ficamos nas rapidinhas, ok? Quer dizer, nem sempre. Mas hoje sim.

Então, sem mais… entre uma mamada e outra, uma fralda e outra, uma soneca e outra, o que ando descobrindo sobre a maternidade:

  • que bebê vem com um radarzinho de fabricação que é a coisa mais eficiente do mundo. Basta você achar que finalmente pode fazer um xixizinho e o radar soa. Ou tomar um banho. Ou almoçar. Radar de precisão britânica, infalível o danado, já tentei tapeá-lo de todas as maneiras, mas não é que o bichinho soa e a pequena acorda precisando de algo sempre? E nunca é quando você decide fazer, é quando você acabou de ensaboar o cabelo, debaixo do chuveiro, e vai levar ao menos 5 minutos para tirar aquela espuma toda, se enrolar na toalha e sair correndo pela casa. Putz!
  • que nojinho de cocô de criança é algo bastante relativo, que passa quando eles despejam a primeira montanha em você e você comemora porque fazer cocô é bom. Putz!
  • que dormir três horas seguidas é uma dádiva dos deuses celebrada com tanta euforia quanto o cocô atômico. Ainda mais de noite. Putz!
  • que o sling e o wrap são os melhores amigos das mamães quando seus anjinhos precisam de colo… Funcionam que é uma maravilha para acalmar os pequenos, esquentar, reassegurar, fazer dormir e vários outros afins. Uma coisa tão simples, tão antiga e tão eficiente quanto o radarzinho dos bebês do qual falei logo acima. Quem inventou o carrinho de bebê não devia gostar muito de crianças, sério.
  • que tem mais gente chata para dar opinião depois que o bebê nasce do que enquanto você está grávida. Isso nem posso dizer que descobri, pois já tinham me falado que iria piorar. Mas… tanto assim?
  • que existem tantos conselhos e tantas opiniões sobre amamentação quanto existem pessoas nesse mundo. É alucinante. Se você for escutar o que cada um te diz a respeito, dos experts aos conhecidos sem noção, você termina o dia sem saber o que fazer, sentada, chorando, totalmente confusa e sem conseguir amamentar o seu bebê. Meu! Deixem as mães em paz!
  • que mesmo que os primeiros sorrisos sejam dormindo e apenas movimentos reflexos como todas as outras caretinhas, para você é um sorriso e um sorriso é um sorriso é um sorriso…

3 comentários sobre “Rapidinhas da maternidade

  1. Menina, nada como viver para entender! Pelo o que eu tenho colhido de depoimentos, essas descobertas são totalmente suas! Acontece de igual forma com algumas, mas também pode não acontecer com outras (alguns dos itens, pelo menos).
    Estou SUPER ansiosa pelos cocôs atômicos, pra usar meu sling e wrap e ser presenteada por uma careta-sorriso!
    Sucesso pra vcs!
    Bjs

    1. Hahaha, obrigada, Natália. A gente só entende mesmo na medida em que vai vivendo. E olha que sou uma teórica em muitos sentidos. Mas para algumas coisas, apenas a experiência te dá uma real dimensão. Agora, as caretas-sorriso são tudo de bom, você vai ver. Só não derrete quem não tem coração, porque é irresistível. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s