Ontem e hoje você…

… tornou-se uma expert da virada de bruços, libera os braços e se ergue sobre eles como se fosse óbvio. Só não sabe ainda o que fazer com a buzanfa e as pernas para ir a algum lugar. Mas conseguiu dar marcha ré umas duas ou três vezes. E tornou-se uma exímia apanhadora de pacotes de algodão fora do alcance. E de mordedores que são empurrados pelos pés até chegar às mãos. Gênio! Com o corpo inteiro ajudando fica bem mais fácil.

… seus sorrisos lindos têm se tornado gargalhadas. E a expressão mais doce e terna que já vi, quando você sorri com o rosto um pouco inclinado e um olhar de amor, tentando tocar o meu rosto. O coração da mamãe transborda, o tempo para. A felicidade toda é traduzida nesse seu sorriso, nessa sua expressão e nesse seu gesto.

… tudo vai na boca babenta, sem discriminação: mãos, pés, roupas, cabelos dos outros, um queixo que esteja passando por ali, ou até mesmo uma bochecha. Os dedos dos outros servem para coçar gengivas irritadas. E você solta gritinhos e gritões, empolgada com a novidade.

… em tempo, como fala! São mais e mais sons diferentes a cada dia, de todos os tons, em todas as alturas, uns resmungões, outros delicados, uns protestando, outros contando histórias. Qual será a primeira palavra que vai dizer? E em qual língua? Eu, boba de cá, escuto sempre uns mamãe e neném… mas deve ser meu ouvido que alucina meu desejo.

… já é cheia de marra com seus quereres. Diz bem o que quer e sabe empurrar braços, mãos e rostos que te aporrinham quando prefere concentrar-se noutra coisa. Brinca entretida com brinquedos que descobre. Passa um tempo olhando, estudando, experimentando vistas, paisagens, luzes, gostos, sons, sensações com todo cuidado. Adora bater papo pela manhã, logo que acorda sorridente. Detesta que te atrapalhem enquanto mama. A hora do banho e as trocas de fralda são puro deleite…

… olha as palavras escritas como quem lê hieróglifos. Por vezes, olha no vazio, mirando ao longe e para dentro. O que será que pensa?

… e aquela dancinha que fazemos contigo sentada na minha barriga, hein? Equilíbrio, gingado, corpo que vai para todos os lados e você sorrindo expectativa, divertindo-se com cada movimento. Basta eu começar a cantar o tututuru-tututuru-tututuru-tututuru que as bochechas vão longe empurradas pela boca larga e banguela que diz tanta felicidade.

… te olhando tão linda, tão comprida, esperta, curiosa, atenta, sorridente e tranquila, sinto como se sempre tivesse sido assim. A bebezinha pequena das fotos é a bebê grande que está no meu colo. Que vontade de viver nesse tempo de hoje por muito tempo!

4 comentários sobre “Ontem e hoje você…

  1. Que delícia de registro! Maravilhoso poder viver essas descobertas, que são diárias – e rápidas, não é mesmo? Sorte nossa em sermos mães e sorte das nossas bebês em nos ter como espectadoras admiradas e apaixonadas!
    Bjs

  2. Fofura! Consigo imaginar cada “fofurice” descrita rss
    Hj eu estava pensando em começar a comprar alguns itens para meu “petit Garçon”… Vc tem dicas de produtos que usa/usou e recomenda? Creminhos, boas marcas…
    Um abraço pra vcs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s