Dicas de compras…

… para grávidas que moram na França. Ou que passam por aqui de férias em período de gestação. Atendendo a pedidos, segue aqui em dois ou três posts uma pequena lista de descobertas úteis que fiz durante a gravidez.

Mas antes, dois personal disclaimers super importantes para você entender a tal lista.

Primeiro: este não é um post pago, eu não aceito e não recebo por divulgar nenhum produto aqui neste blog (sim, já me propuseram e, não, eu disse não) e qualquer indicação que você encontre neste post baseia-se apenas na minha experiência com o que tem dado certo por aqui, ok?

Segundo: gravidez e maternidade se tornaram uma mina de fazer dinheiro para uma indústria bem pouco escrupulosa em inventar milhões de necessidades que não existem. Eles querem te convencer de que você precisa de tudo aquilo que está nas listas e nas propagandas. E que toda aquela tralha é fundamental para você e seu rebento. Acredite: não é. E eu não tenho nenhuma vontade de incentivar o consumo pelo consumo ou o consumo superficial, porque não acho que isso leve a nada além do desperdício de dinheiro, de energia pessoal e de recursos do nosso planeta. Então, vou dividir essa lista em três partes: 1) como comprar na França e tirar o máximo proveito do seu dinheiro, 2) o que, nesse vasto mundo dos artigos para bebê, eu – pessoalmente – realmente utilizei e, 3) quais marcas e bom negócios encontrei por aqui.

Assim, sem mais delongas, a lista.

Como comprar:

  • Primeiro de tudo: aproveite as soldes. Aqui na França, as pessoas vêem aquilo que querem comprar nas lojas e esperam a liquidação para fazê-lo. Ninguém sai gastando rios de dinheiro sabendo que pode comprar mais barato dali a pouco tempo. As soldes são regulamentadas pelo governo (povo organizado é isso aí), sendo cinco semanas no inverno, começando na segunda quarta-feira do mês de janeiro e cinco semanas no verão, começando na última quarta-feira do mês de junho. Além disso, os comerciantes têm direito a fazer algumas outras soldes durante o ano, menores. Mas o conselho é: se puder, aproveite as liquidações, pois os preços compensam para a compra de qualquer tipo de produto.
  • Outra dica geral: aproveite as lojas de destockage, ou as lojas comuns que colocam em suas vitrines o anúncio de destockage que significa, basicamente, algo como “queima de estoque”. Também é um momento em que você pode encontrar excelentes ofertas. Fique atenta apenas para, caso pense em comprar coisas grandes, como móveis e afins, que na maior parte das vezes a destockage implica em que o cliente lev o produto. Veja com o vendedor se é possível fazer entrega, ou você corre o risco de ter que sair carregando a cômoda linda e barata do seu bebê nas costas pelo metrô afora.
  • Mais uma: aproveite os outlets. Não, aqui não é Miami e não existe um outlet em cada esquina. Mas até existem alguns. Um dos mais conhecidos, em que você encontra ótimas marcas de produtos de bebê por excelentes preços, próximo de Paris, é o de Marne-la-Vallée. Mas, novamente, vale o alerta: se estiver de carro é mais tranquilo do que ter que pegar o RER lotado para ir até lá e, especialmente, para voltar cheia de pacotes. Veja se vale à pena, se tem como contar com a ajuda de alguém para carregar peso e, principalmente, se você está em condições de enfrentar lugar lotado (são dicas para grávidas e grávidas não precisam passar perrengue, né?).
  • Outra dica geral (e minha predileta): aproveite os sites de internet. Na Europa, como nos EUA, uma infinidade de sites entregam em casa, a preços baixos, muitas vezes sem nem cobrar taxa de entrega, com segurança tanto no envio dos seus dados quanto no envio dos produtos e com a vantagem, no caso da França, de você poder comprar em toda a comunidade européia sem pagar imposto. Verifique, faça uma pesquisa. Os próprios sites de suas lojas e marcas preferidas, em sua maioria, fazem venda online e fazem inclusive promoções que só valem para compras online. Em termos de conforto e praticidade, não tem nada melhor.
  • Meus sites favoritos para compras online por sua praticidade, qualidade e seriedade: o amazon francês, que tem uma seção bébés et puériculture com tudo, tudo, tudo, de roupas a móveis, de fraldas a objetos de decoração. Resolve, entrega rápido e você encontra boa parte das boas marcas de produtos para bebês à venda ali. Se for navegar pela amazon, observe que nem todos os produtos são vendidos diretamente por eles (eles intermediam vendas com outras lojas, atualmente). Assim, logo abaixo do produto, está sempre escrito quem está vendendo. Clique sobre o vendedor apenas para dar uma olhada se ele já foi avaliado pelos consumidores e se tem boas notas. Isso ajuda a saber se é um vendedor confiável, se entrega rápido e etc. Ajuda ainda a saber de onde virá seu produto, se a loja não estiver na França e se você vai ter que pagar pelo envio e o quanto (você pode encontrar algo fantástico, a preço de banana, mas se ele vem dos EUA e você vai ter que pagar 30€ de envio, já não parece tão em conta assim, né?). Ah, veja também o prazo de entrega, que sempre aparece logo abaixo do produto e do vendedor e veja se já foi avaliado pelos consumidores. O produto em si, quero dizer. Como toda compra pela internet, ainda mais se você não conhece a marca que está comprando, nada como passar os olhos pelas opiniões de quem já adquiriu aquilo. Isso já me poupou umas tantas vezes de gastar com produto de má qualidade ou com coisa que não servia exatamente para o que eu precisava ou para a idade da minha bebê. Em tempo, a amazon francesa também faz liquidação e tira até 70% dos preços das coisas. Como são muitos os gastos nesse momento, vale aproveitar.
  • Meu outro site de compras favorito: vente-privée. Você se cadastra e, todo dia, abrem as vendas de uma série de marcas, com descontos que tiram até 50%, às vezes 70% dos preços. Eles possuem parcerias com todas as marcas de roupas de bebês e crianças européias conhecidas no Brasil (Petit Bateau, Jacadi, Tartine & Chocolat, Chicco…) e muitas outras ótimas que não são conhecidas por aí (Catimini, Vertbaudet, Noukies, Du pareil au même…). Fora as vendas de grandes estilistas que fazem roupas para os pequenos, como Agatha Ruiz de la Prada, Kenzo, John Galliano… Há também as vendas de sapatos para crianças, de carrinhos de bebê, móveis, roupa de cama, de banho, objetos de decoração, brinquedos… As vendas aparecem no site, com data para começar e terminar. Preste atenção nos tamanhos (a numeração na França é diferente da do Brasil, tanto para roupas quanto para sapatos, consulte uma tabela aqui.) Veja também a data provável da entrega, já que precisa acabar a venda e, depois disso, ainda leva um tempo para eles separarem tudo e te enviarem. Normalmente o site te envia um email quando a mercadoria é enviada e o correio te envia outro dizendo quando vai chegar. É bem eficiente e vale a pena. Basta ter paciência para aguardar as vendas que te interessam começarem e, ainda, sangue frio para não sair comprando tudo e mais um pouco, dados os preços.

Logo mais, o post sobre as coisas que têm sido úteis ou totalmente inúteis por aqui. E os achados, marcas e objetos legais que descobri nesse planeta maternidade. Boas compras e consuma com cuidado e consciência.

Esse post continua aqui.

4 comentários sobre “Dicas de compras…

  1. Ótimo post! Estou aproveitando muitos os “soldes”! Temos que prestar atenção no tamanho das roupinhas, pois o que se compra agora, é para o próximo inverno, ou seja, qdo o bebê já estará com mais “idade”. Meu filho nascerá em junho, então o que compro agora é para qdo ele estiver com 6 meses… Pq em junho faz calor onde vivemos.
    Já espero ansiosa as próximas postagens!!!
    Bj!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s