Ontem e hoje…

… você encontrou o caminho mais curto entre as suas mãos e a sua boca. E seus olhos, sua testa, suas bochechas e suas orelhas pararam de tomar uns socos de mãos erradas.

… você descobriu que, além de pedalar, seus pés podem chutar a abelhinha azul e pink que fica ali do seu lado. E quando você chuta, ela faz barulho. Virou boleira de olhar concentrado.

… você descobriu que gritos têm diferentes tons e significam alegria, diversão, olhem para mim, aborrecimento e descontentamento. Agora, se diverte com gritos e balbucios, contando histórias longas.

Ontem e hoje…

… você descobriu os seus pés e passa minutos a fio estudando-os seriamente, concentrada, as expressões mais lindas brotando do seu rosto.

… você me olhou, pela primeira vez, interrompendo a mamada e me mirando profundo, a boca lambuzada de leite, por um tempo que foi eterno.

O amor, eu não sabia, aumenta sempre que pensamos que não tem mais por onde.