As boas do dia.

Para engrossar o caldo da discussão, aqui vão alguns ótimos textos que encontrei recentemente e que ajudam a pensar a respeito desse embate entre parto normal e cesárea:

– o irônico post do Marco Antonio, depois do nascimento do bebê real ontem;

– o necessário e esclarecedor post da Melania Amorim sobre os reais motivos que demandam uma cesariana e a lista infindável de equívocos e desculpas esfarrapadas que promovem cirurgias desnecessárias;

– o também esclarecedor post do Eu quero parto normal, mostrando as indicações da OMS a respeito do que é recomendável ou não fazer, quais as boas e más condutas, do ponto de vista médico, a se tomar ao longo de um parto (e que os médicos ignoram, curiosamente);

– o excelente texto da Thaís Fernandes sobre os riscos da cesariana publicado pelo Instituto Ciência Hoje.

São apenas alguns em um caldo imenso de bons textos a respeito. Mas que valem à pena. Boa leitura!

 

Você quer ter filho por cesariana?

Tem certeza? Então leia esse texto antes, para ver os riscos que você corre e os que impõe ao seu bebê. E, apenas para constar, esse é um dos muitos e muitos textos que apontam que a cesariana traz muito mais riscos do que o parto normal e que ela deveria ser usada apenas em casos em que seja realmente necessária, o que é a exceção, não a regra. E não inclui suas conveniências, a melhor data segundo o astrólogo, as férias do seu ginecologista, a comodidade de poder ir ao cabeleireiro antes, preparar a festa, avisar todo mundo. Nada disso é motivo para agendar parto, sabe? E nem boa parte daquilo que os médicos dizem ser motivo, apenas porque a eles também não interessa desmarcar consultório ou trabalhar no sábado à noite. Fique atenta e saiba, ao menos, aquilo que está escolhendo.